Cursos de Fotografia

curso de fotografia

A arte de fotografar é algo que só se aprende e se desenvolve com muita prática. Contudo, existem muitas técnicas, algumas delas difíceis, e, como em tudo, é também necessário um acompanhamento pessoal e uma formação teórica para o ajudar a chegar mais longe.

Nesse sentido, efectuar um curso de fotografia é altamente recomendável, quer esta actividade seja apenas um passatempo, quer tenha um papel mais importante na sua vida.

Apresentamos-lhe aqui algumas sugestões para cursos de fotografia, para todos os gostos e possibilidades.

Instituto Português de Fotografia

É a principal entidade portuguesa dedicada exclusivamente à fotografia. Com 40 anos de experiência, tem escolas no Porto e em Lisboa e a oferta de formação é muito abrangente. Existe o curso básico de fotografia e o básico de fotografia digital (este último exclusivo da Escola do Porto), ambos com a duração de 80 horas. Numa vertente mais avançada, o I.P.F. tem também o curso de fotografia digital, de 42 horas, e ainda o curso profissional de fotografia, extremamente avançado e virado para aqueles que pretendem tornar-se fotógrafos de profissão (com duração de 663 horas).

Paralelamente, o Instituto Português de Fotografia organiza também várias workshops periódicas, dedicadas a temas mais específicos como fotografia de arquitectura, de viagem, de jardim ou panorâmica.

Ar.Co

O Ar.Co, Centro de Arte e Comunicação Visual, é uma escola de arte independente, com instalações em Lisboa, e fundada em 1973. No que diz respeito à formação, abrange áreas artísticas tão diversas como cerâmica, desenho, cinema, escultura, joalharia e tipografia. Relativamente à fotografia, dispõe de um curso completo (com uma vertente profissionalizante) e de formação pontual (direccionada para profissionais, sem acompanhamento de professor).

O curso completo baseia-se num total de quatro módulos progressivos, desde a introdução à especialização. Tem a duração total de dois anos, e a garantia que será um fotógrafo profissional quando o terminar. Contudo, pode efectuar apenas o primeiro módulo sem obrigatoriedade de prosseguir essa formação, ficando-se apenas por uma introdução à fotografia que ainda assim já fará de si um amador avançado.

A Ar.Co tem ainda diversos cursos de Verão, tais como o Atelier de Fotografia e Vídeo, Programa Ar.Co de Fotografia Digital (no Colégio St. Julians, em Carcavelos), Curso de Fotografia Básica e o Atelier de Fotografia Digital. Especificamente para os jovens dos 10 aos 15 anos, a Ar.Co tem ainda os “Sábados para Jovens”, dedicados a pintura/desenho e fotografia.

ETIC

A conceituada ETIC – Escola de Comunicação e Imagem de Lisboa – é uma opção mais virada para a vertente profissional. Com quatro cursos tecnológicos, destaca-se o Curso Técnico de Fotografia, com a duração de dois anos lectivos. As outras ofertas são igualmente profissionalizantes, como são os casos do Curso Profissional e o Curso Geral de Fotografia, e as especializações em Fotojornalismo e em Fotografia Publicitária.

Ainda assim, é uma referência obrigatória para quem pondera frequentar um curso desta área.

IADE

O mesmo princípio da ETIC poderá aplicar-se ao IADE, Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing (em Lisboa): podem ser considerados cursos complexos e avançados demais para quem procura apenas um curso mais básico, mas é uma referência obrigatória quando se fala de formação em fotografia.

Ainda assim, além da Licenciatura em Fotografia e Cultura Visual e do Curso Profissional de Fotografia, o IADE tem dois cursos livres, abertos a alunos exteriores ao Instituto, que poderão ser exactamente aquilo que está à procura.

Poderá optar pelo Curso de Iniciação à Fotografia Digital, com a duração de 18 horas, especialmente indicado para fotógrafos amadores, ou pelo Curso Avançado de Fotografia Digital, de 36 horas, mais profissional mas ainda assim um complemento bastante interessante se pretender aprofundar os seus conhecimentos técnicos.

Audiência Zero

Pelas mãos do CCT (Centro de Criatividade e Tecnologia) chega-nos a Audiência Zero, que organiza diversas workshops e cursos. O Curso de Fotografia Digital é uma opção bastante interessante e acessível, realizado em S. Mamede de Infesta (Matosinhos) e com a duração de 21 horas.

Atelier de Imagem

Integrado no Instituto de Fotografia de Lisboa, o Atelier de Imagem tem uma grande variedade de cursos ao seu dispor, consoante o nível de especialização que procura obter. Para começar, o mais indicado é o Curso de Iniciação à Fotografia, com a duração de dois dias, básico e ideal para esse primeiro contacto. Para uma formação mais profunda terá o Curso de Fundamentos de Fotografia, mais extenso (11 semanas) e que providencia já conhecimentos avançados e inclui laboratório, culminando finalmente com cursos bastante complexos e especializações em áreas temáticas específicas. Ao mesmo tempo, disponibiliza também um Curso Profissional de Fotografia com a duração de um ano (ou dois, em regime part-time).

O Atelier de Imagem tem ainda várias workshops temáticas, cada uma com a duração de dois dias, e totalmente práticas.

Mil Cores

Fundada em 1994, a Mil Cores dedica-se a uma vasta gama de actividades na área da fotografia, incluindo, nos seus serviços, diversos cursos para diferentes níveis.

Começando com o curso de iniciação à fotografia (16 horas), passando por cursos mais técnicos dedicados a laboratório, a Mil Cores disponibiliza ainda vários outros cursos temáticos, dedicados, por exemplo, à fotografia de natureza, organizando também passeios fotográficos. Todos eles têm uma forte componente prática e realizam-se em diversos locais do país, tal como os passeios fotográficos que passaram já pelo Gerês, Noudar, Cabo da Roca e pela Praia do Abano.

Oficina da Imagem

A Oficina de Imagem – Escola Prática de Fotografia tem instalações em Lisboa e no Porto, e é uma escola diferente no sentido de que baseia todo o seu ensino na prática.

Os seus cursos dividem-se de uma forma simples entre o nível 1 e nível 2 – respectivamente amador (3 meses de duração), e profissional (um ano). Funcionam ambos em regime pós-laboral e a sua vertente prática torna-os ainda mais apelativos.

Para os fotógrafos que pretendem progredir ainda mais, existe um terceiro nível, único no país, dedicado à fotografia conceptual e artística.

Imagerie

Localizada em Lisboa, a Imagerie é um espaço relativamente recente dedicado à formação.

Destacam-se sobretudo as workshops que organiza, sobre temas distintos e alternativos, numa abordagem diferente à temática da fotografia. Neste sentido, organiza por exemplo a workshop sobre fotografia pinhole, que consiste na criação de uma câmara fotográfica artesanal – e através disso proporciona uma viagem de conhecimento pelo mundo da fotografia. Com a duração de 8 horas, é sem dúvida uma experiência original que vale a pena tentar.

Além destas sugestões que aqui apresentámos, existem muitos outros cursos e workshops pontuais, cujas organizações tanto podem partir de Câmaras Municipais como de associações culturais ou outros grupos dedicados às artes visuais.

E convém nunca esquecer o poder da Internet que, apesar de não dispensar de forma nenhuma um bom curso “real”, oferece também muitos cursos e tutoriais gratuitos. A título de exemplo, a Kodak disponibiliza um pequeno curso no seu website, e no Banco de Imagens encontrará um outro curso que também justifica uma olhada.

A sua votação: 
Average: 4.4 (124 votos)